Em entrevista à revista Veja, Paulo Guedes revelou detalhes de um plano para a derrubada de Bolsonaro

23/12/2020

Em detalhes, o ministro da Economia Paulo Guedes, revela o sórdido plano para a derrubada do presidente Bolsonaro que envolveu a participação do presidente da Câmara, membros do TSE, o governador João Dória e membros do judiciário.

Segundo o ministro, ele mesmo teria intercedido junto à suprema corte e evitado o golpe. A troca para esse favor, por assim dizer, e um apaziguamento entre o governo e os ministros da suprema corte, teria sido a demissão do ex-ministro da Educação Abraham Weintraub. Tendo o fato sido aceito como uma aproximação do governo.

O problema é que esse precedente mostra a capitulação do governo diante de uma chantagem que bem poderia ter sido aceita como um Golpe de Estado. O que daria ao governo meios para tomar providências enérgicas, o que não foi feito.

Entretanto, o que aparentemente pode parecer uma fraqueza do governo Bolsonaro, deve ser visto como um plano para o futuro, pois certamente o governo não tomou a decisão sem consultas. Uma maneira de deixar que eles mesmo se derrubem. E é o que tem acontecido. Aos poucos a população vai percebendo quem são os inimigos pois eles mesmos se revelam com seus atos.

Rodrigo Maia, com os dias contados para deixar o cargo, Dória tem sua saída praticamente solicitada pela população todas as semanas em passeatas e todo tipo de ações pacíficas. Os ministros da suprema corte, cada vez mais impopulares. O próprio tempo trará seus resultados sem o desgaste do governo.

Por outro lado, o recuo do governo abriu precedentes e ensejou o ambiente propício para ataques crescentes às liberdades e garantias dos cidadãos, pois fica a ideia de que o governo não vai defender ninguém.

E isto tem ocorrido com as ameaças aos meios de direita que funcionam na internet, como blogueiros, youtubers e jornalistas que ousam falar a verdade. O fato mais recente pode ser ilustrado com a prisão do jornalista Oswaldo Eustáquio.

Cabe lembrar que não só as pessoas que defendem Bolsonaro na Internet são perseguidas; várias das que participaram de manifestações em apoio ao governo foram presas em regime fechado ou prisão domiciliar com tornozeleiras, outras tiveram seus bens apreendidos. Enfim, a falta de liberdade de expressão é um fato e o governo silenciou e não tomou nenhuma atitude diante disto.

Bolsonaro teve que ceder para poder governar. Seu governo tem sido excelente e o melhor de todos os tempos. O preço é o sofrimento dessa sociedade perseguida que em nenhum momento o abandona. Ele mesmo deve sofrer ao ver-se de mãos atadas assim como o povo, confiando no tempo que por si trará a justiça e o afastamento de todos aqueles que destroem o Brasil. (Leonardo Bezerra)